a palavra comércio é um termo que usamos com assiduidade em nossa língua e que tenha sido associado à atividade econômica, especialmente associadas à compra e venda.

negócio que envolve a compra e venda de produtos em um mercado e a obtenção de um lucro por tal ação

embora apresente vários usos, o mais difundido, sem dúvida, é aquele que nos permite referir-se ao negócio que alguém realiza ao vender, comprar ou trocar produtos, mercadorias, serviços, entre outros, a pedido de um mercado e com a missão de alcançar através deles um benefício econômico.

Cabe destacar que a indicada troca supõe a entrega de algo em troca de outra coisa que revista o mesmo valor monetário, ou na sua falta, o pagamento de um determinado preço que quem vende atribui à coisa em questão.

origens e história

a origem do comércio é realmente milenar, o mesmo remonta ao final da etapa Neolítica e seria a agricultura a primeira matéria de troca entre os homens, porque quando se aperfeiçoou a atividade e a colheita abundava a ponto de deixar um resabio, tal excedente começou a ser trocado por outros valores por parte do produtor.

tempo depois a troca seria substituída pela introdução da moeda.

a evolução das sociedades gerou que se buscassem alternativas mais rentáveis e, além disso, à medida que se produzia este avanço na sociedade, as necessidades de seus integrantes cresciam e somente o comércio podia já satisfazê-las de maneira eficiente.

o comércio foi sem dúvida o recurso de expansão e de crescimento que encontraram muitas comunidades de outrora, vendendo seus produtos em lugares do planeta certamente distantes de sua localização.

é claro que este fato impulsionou o desenvolvimento do transporte, porque claro, era preciso fazer chegar de modo satisfatório esses bens produzidos em um lugar, a outro bem distante, e assim é que se melhorou o transporte em todas as suas expressões, marítimo, terrestre, entre outros, podendo conectar zonas afastadas e criando rotas estritamente comerciais que geram uma rede de populações e cidades que também viviam desse comércio.

quando os sistemas monetários aparecem, as transações comerciais serão facilitadas.

classes de comércio

existem diferentes tipos de comércio como: comércio grossista (caracteriza-se porque o comprador não é o consumidor final mas outro comerciante ou empresa), comércio retalhista (neste Sim O comprador é o consumidor final do produto), comércio interno (é aquele que se estabelece entre indivíduos que pertencem à mesma nação), comércio exterior (se produz entre indivíduos ou empresas que residem em diferentes países).

Comerciantes e códigos a respeitar

o indivíduo que se dedica de maneira profissional à atividade do comércio é conhecido popularmente como comerciante.

os códigos comerciais reconhecem como comerciantes aquelas pessoas que dispõem da faculdade legal para contratar e que exercem por sua conta atos comerciais e que disso exercem sua profissão habitual.

é a pessoa que compra e vende mercadorias e também a que as fabrica para depois vendê-las ao maior ou ao menor.

o negócio do comerciante consiste em adquirir produtos a um preço de custo e, em seguida, adicionar uma margem para o seu lucro e, assim, o preço de varejo será configurado, o agregado será o seu lucro.

deve-se notar que qualquer comerciante deve seguir o que o código Comercial estipula.

entre elas se destaca: inscrever de maneira legal a atividade que desenvolve no correspondente registro e que é controlado pelas diversas câmaras comerciais; concretizar as habilitações municipais que estão previstas por lei e em relação à atividade que se desenvolvem; dar alta na entidade fiscal de arrecadação que corresponda para poder pagar os impostos estabelecidos pela atividade; levar em dia os livros contábeis que exige a lei; entregar faturas aos consumidores por suas compras para assim deixar registradas as vendas; e finalmente dispor de um comportamento ético irrepreensível que não seja desleal nem desonesto com seus concorrentes.

estabelecimento onde se comercializa

por outro lado, designa-se também como comércio o estabelecimento, ou seja, o lugar físico onde se realiza o referido intercâmbio.

também, a palavra designa a ação de negociar e o resultado da mesma.

enquanto isso, o comércio envolverá uma negociação, seja vendendo ou comprando produtos ou afins com o objetivo de alcançar lucros.

e também ao conjunto dos locais comerciais, assim como também aos indivíduos que se dedicam a este ramo da economia, costuma-se denominar de modo geral como comércio. “O setor de comércio foi duramente atingido pelas recentes medidas econômicas tomadas pelo governo.”

e não devemos ignorar que em algumas situações e contextos a esta palavra se atribui uma conotação negativa porque se refere a um negócio ilícito, como ser venda de drogas ou de qualquer outro produto ou bem, mas que se efetua de maneira clandestina e sem a devida autorização e controle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

lg