as tentações nos assombram a todos. Faz parte da nossa vida. Mas devemos estar cientes de que eles não têm a última palavra. A tentação nos incita a pecar, mas cabe a nós acolher a voz de Deus e dizer “No não!”ao tentador. Estas, uma vez vencidas, fortalecem-nos na fé e renovam a nossa opção Por Cristo. Lucha não tenha medo das tentações, pelo contrário, lute contra ela e supere-as com a ajuda de Deus! Para perseverar na luta, gostaria de compartilhar alguns conselhos que o próprio Jesus Dá a Santa Faustina Koalalska, que viu o Senhor depois da comunhão no dia 3 de fevereiro de 1938. A santa sofria constantes tentações tanto de fé como contra seus votos religiosos e Jesus quis confortá-la dando-lhe 6 conselhos para superar este momento de provação. Anim você está animado para conhecê-los? Talvez eles possam ajudá – lo também a superar os momentos de tentação e dizer novamente “Sí Sim!”a Deus.

“não lute sozinha / ou contra a tentação…

… mas descubra-a imediatamente ao confessor e então perderá toda a sua força”.

Nada poderá alcançar se confiar apenas em suas próprias forças. “O que você tem que você não recebeu? E se o recebeste, por que te glorias, como se não o tivesses recebido?”(1 Coríntios 4,7). É fácil dar conselhos, conversar com os outros, ouvir, mas muito difícil dar ânimo a si mesmo. Precisamos dos outros para que nos ajudem em nosso caminho de santidade. Lutar sozinhos contra a tentação tornará a batalha mais cansativa e lhe dará resultados talvez menos favoráveis, por isso é essencial deixar-se acompanhar por outro, ou seja, Recorrer com frequência a um confessor. Mal percebas que se aproxima a tentação de qualquer tipo pede ajuda para vencê-la. E se você cair, confesse-se, reconcilie-se com Deus e continue andando. O importante será lutar sempre na companhia de outro e não acreditar que você pode fazê-lo sozinho, porque esse é o melhor mecanismo de atração do demônio e a maneira mais fácil de fazer cair os filhos de Deus. Auto-suficiência na vida espiritual não funciona ,ánimo ânimo na luta! Você conta com muitos outros nesta batalha, ¡você não está sozinho!

“esta confiança temos por Cristo diante de Deus. Não é que por nós sejamos capazes de pensar algo como nosso, mas que nossa capacidade vem de Deus ” (2 Coríntios 3,4-5).

“não perca a calma…

… vive na minha presença, pede a ajuda da minha mãe e dos santos”.

faz o sinal da cruz, invoca os santos, pede ajuda à Igreja Universal. Pedir ajuda à Igreja é confiar-se aos nossos irmãos da Igreja Militante: aqueles que continuam caminhando em santidade para Deus nesta terra; a Igreja Purgante: conformada por aqueles que estão se purificando de seus pecados terrenos em um estado intermediário entre a terra e a bem-aventurança eterna; e a Igreja Triunfante: conformada pelos santos, os querubins, os serafins, os Tronos, as Potestades, as dominações e todos os anjos no céu. Pedir ajuda à Igreja é pedir ajuda no céu e na terra. Aproxime-se também da Virgem Maria, porque ela conhece a luta dos seus filhos e, como mãe, ajuda-nos a levantar-nos quando falhamos ou quando estamos em dificuldades. Então, para que perder a calma? Confie que você tem protetores que intercedem por você diante de Deus e não o deixarão à mercê do mal. Deus nos deu um espírito de força. Não se esqueça, conf confie na intercessão de toda a Igreja!

“por esta razão, recordo-te que tens de reavivar o dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos, porque Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, caridade e temperança” (2 Timóteo 1, 6-7).

“tenha a certeza de que eu te olho e te sustento”

isso traz paz à alma. Sim, saber que Jesus nos olha e nos sustenta sempre: dia a dia, minuto a minuto, está sempre ao nosso lado lutando conosco a dura batalha da perseverança na santidade. Ao seu lado, as quedas são menos dolorosas e a estrada menos cansativa. Podemos estar tranquilos e confiantes de que aconteça o que acontecer estamos com ele. É como quando você namora seu irmão mais velho, para de temer e caminha tranquilamente porque sabe que ele o defenderá de qualquer coisa que tente machucá-lo. Cuánta com quanto mais razão vamos caminhar confiantes no cuidado do mesmo Senhor! O Padre Pio de Pietrelcina repetia sempre: “Ora, tenha fé e não se preocupe”, apenas faça sua parte que o Senhor fará o resto. Santo Agostinho tinha como lema de vida a famosa frase: “Canta e caminha”, canta louvando a Deus e caminha rumo ao seu encontro. Deus olha para você, você se importa muito com você, você é especial para ele. Jesus sofre quando você sofre, ri quando você ri, chora quando você chora. Jesús Jesus olha para você e te segura! O que podemos temer?

“porque estou convencido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas presentes, nem as futuras, nem as potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, Nosso Senhor” (Romanos 8, 38-39).

“não tenha medo…

… nem das lutas espirituais nem de nenhuma tentação, porque eu te sustento desde que tu queiras lutar; hás de saber que a vitória está sempre do teu lado”.

o medo paralisa, descontrola e não dá lugar a boas decisões. O medo é um anestesiante que não deixa você agir livremente, não permite que você saia da escuridão, deixa você imóvel, imóvel e sem possibilidades. Afaste o medo da sua vida, aproximando-se do Senhor. Se você olhar para Jesus e confiar nele, tenha certeza de que vencerá a tentação. Não há nada nem ninguém que possa separá-lo do amor de Deus. Então, no não tenha medo! O Papa Francisco nos ensina que o medo é “uma atitude, podemos dizer, de uma alma encarcerada, sem liberdade, que não tem liberdade de olhar adiante, de criar algo, de fazer o bem es é uma atitude que nos faz mal, nos enfraquece, nos diminui, e inclusive nos paralisa”. Deixando-se guiar por Jesus você não tem que temer nenhum mal, nenhuma tentação porque ele te sustenta e te leva à vitória. Se você quiser se aprofundar neste tópico, esta conferência online fará muito bem a você.

“o Senhor é meu pastor, nada me falta. Em prados verdes me faz repousar; para águas tranquilas me guia; conforta minha alma, me conduz por caminhos retos por honra de seu nome. Ainda que passe por vales escuros, não temo nenhum mal, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me sossegam ” (Salmo 23, 1-4).

“com uma luta destemida você me dá glória…

… e você ganha méritos para você, a tentação oferece a possibilidade de me demonstrar sua fidelidade”.

todos nós temos que lutar. Ninguém se salva da batalha contra o mal e contra as tentações aqui na terra. Mas é sempre importante ter em mente que em uma batalha você não luta sozinho, há muitos mais lutando ao seu lado pela mesma causa. A união faz a força e, se estivermos unidos nesta luta, não só venceremos, mas ajudaremos outros a vencer. Cada batalha contra as tentações oferece a possibilidade de demonstrar fidelidade a Jesus. Ten tenha certeza de que vencerá se estiver ao seu lado! Lucha mas luta, não pare de lutar, que cada batalha faz você mais forte! E se você perder a batalha, levante-se, prepare-se e siga em frente, porque mais oportunidades virão para vencer. Cada tentação será para você a oportunidade de amar Jesus e caminhar ao seu lado. Lucha não tenha medo e lute com todas as suas forças confiando primeiro na Graça de Deus!

” Tu, ao contrário, homem de Deus, foge destas coisas e busca a justiça, a piedade, a fé, a caridade, a constância e a mansidão. Combate o nobre combate da fé. Conquista a vida eterna para a qual foste chamado e para a qual fizeste solene profissão na presença de muitas testemunhas” (1 Timóteo 6, 11-12).

“sinceridade sem limites com seu diretor espiritual”

“e agora vou lhe dizer o mais importante para você: uma sinceridade sem limites com seu diretor espiritual muchas muitas almas me pedem e não concedo a todas essa graça”.

isso é muito importante. Ter um diretor espiritual é essencial na vida de todo cristão. Um diretor espiritual é a pessoa que o guia e orienta, sabendo que segue a vontade de Deus. É uma imensa responsabilidade para eles, porque devem responder diante de Deus por suas palavras e conselhos, sabendo que são instrumentos dele para manifestar sua vontade aos fiéis na terra. Se você quer ser santo, o melhor é procurar um diretor espiritual. Pode ser um sacerdote, uma religiosa, um religioso ou uma pessoa de profunda fé que o ajude a discernir a vontade de Deus. São Josemaria Escrivá dizia: “Você não pensaria em construir uma boa casa para morar na terra sem consultar um arquiteto. Cómo como queres levantar sem um diretor o alcázar da tua santificação para viver eternamente no céu?”. Ah, mas peça ao Senhor que lhe envie a pessoa certa, deixe que ele lhe envie seu diretor espiritual. Você saberá reconhecer, tenho certeza disso, mas antes peça ao Senhor como um dom.

“irmãos, se alguém se surpreendesse em alguma falta, vós, que sois espirituais, corrigi-lo com espírito de mansidão Llev levai uns os fardos dos outros e assim cumprireis a lei de Cristo. Porque se alguém se imagina algo, sem ser nada, engana-se a si mesmo” (Gálatas 6, 1-3).

a luta contra as tentações é questão de todo cristão, pão de cada dia. No Pai Nosso repetimos com fé: “não nos deixes cair na tentação” como uma chamada de Socorro diante das ocasiões de pecado. Antes de tudo, devemos tomar a mão de Deus e confiar Nele. Sem medos, sem auto-suficiência, sem soberba, confiando a nossa vitória ao seu imenso Amor. Contamos com os Santos e toda a Igreja que intercede por nós e nos encoraja a sair vitoriosos das tentações. Mas “este combate e esta vitória só são possíveis com a oração” (Catecismo da Igreja Católica, n. 2849).

por fim, compartilho uma frase de Orígenes (teólogo do século II) que cita o Catecismo da Igreja, a qual pode te ajudar a compreender melhor o que significa ser tentado e vencer a tentação:

“Deus não quer impor o bem, quer seres livres.em algo a tentação é boa. Todos, menos Deus, ignoram o que nossa alma recebeu de Deus, inclusive nós. Mas a tentação manifesta-o para nos ensinar a conhecer-nos, e assim descobrir-nos a nossa miséria, e obrigar-nos a dar graças pelos bens que a tentação nos manifestou” (Orígenes, or. 29).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

lg